quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

Cresce e aparece!


Porque todo o que vir de ti não me surpreende? Porque tentas-te esconder uma realidade a denegrir o que não era preciso? Já agora? Porque não cresces?
Sinceramente, onde andava eu com a minha cabeça para semelhante burriz?
A que não lê aconteceu ter estado com um sapo ou um príncipe em papel de prata?Faça favor de levantar a mão!  Mas como bem diz o ditado, a cada um o tempo o mete em eu lugar e o teu cada dia que passa esta mas esclarecido... Até me rio para o nada cada vez que alguém me vem com a mesma historia, mesmo guião... É pena que seja ciência ficção ou uma realidade bastante alterada, o curioso é que sempre temos os mesmos papeis...Eu de burra e tu de coitad,kakakakakakaka...
Que Deus é grande sei eu, e que não dorme também...A mascara já caio faz tempo, a tua sorte é eu não estar para me chatear,isso sim!