terça-feira, 26 de julho de 2011


Alguém perguntou assim, como te sentes? É uma boa pergunta, e hoje a noite dei por mim a pensar isso olhando para o vazio de meu quarto... 
Sento-me melhor, muito melhor na questão do coração,pois ele ta curar a um bom ritmo agora,com solidez e sem pressa... Dizem que o tempo é remédio para tudo, agora acredito nisso...Tantas desilusões,tantas coisas vistas pelos meus olhos, e cima de todo vocês, minha gente, vocês até sem saberem tem sido a minha bóia de salvamento nestes meses... 
Duas pessoas cá se destacam, com uma velocidade que ninguém sabe, ninguém esperava, nem eu... Foram, são e serão muito para mim,cada uma a seu jeito, mais dava tudo por vocês duas...Meu primeiro pensamento do dia mudo, o último também, olho para aquele mar que tantas confissões minhas ouviu e agora tenho novas para lê contar,com nomes diferentes, medos diferentes,emoções e sorrisos diferentes...Agora é mas com um sorriso rasgado o tímido que as confesso, que falo sem medo,sem raiva e sem pudor...Olho para o céu e perco-me na imensidão da sua beleza a pensar,a conseguir ver o amanhã com vontade,sem medo, sentindo-me viva, sintiendo-me Amaia novamente...Com meu sorriso oferecido sem medo,com minha boa disposição e a minha mão estendida para ti...Medo?Sempre se tem o não fossemos seres humanos...Mas sempre digo que nada acontece por acaso...Amanhã?Não sei, más contigo ao meu lado do jeito que for, pois isto que se constroe não cairá tendo bases sólidas e cima de tudo AMIZADE é a clave...Horas de partilha, momentos de estupidez que só a gente percebe, um silencio compartido, os medos, os fantasmas...Tudo isso não cairá, pois nós não deixaremos, olha, eu não vou deixar,por tanto...
Lutar sempre,para continuar aqui, por vocês, meus amigos que são minha família, minha vida, e fazem com que minha existência tenha sentido...Podemos ter bons dias, maus até, mais temos a vida em comum, cada uma a seu jeito, mas sempre ao nosso jeito único...