quarta-feira, 9 de maio de 2012

...


Um bocado de medo, unida a nostalgia dum abraço, com a necessidade dum olhar e o desejo dum toque..É assim que me sento nestes momentos...E assim que consigo descrever o meu interior...É uma sensação que passa mais será uma necessidade que permanecerá... Muita coisa assimilar, muita coisa a pensar mais eu só consigo sentir, e agora? Conhecendo-me só o que sento que vou fazer, pensando as vezes nas horas vagas o de nostalgia mais sempre a sentir..