domingo, 20 de novembro de 2011

Assim sei!

 
Não peço uma palavra, não peço nenhum gesto, não peço nenhuma musica... Não peço nada, pois pelo simples motivo de ser pedido, deixa de ser dado espontaneamente o por necessidade da outra pessoa.. 
Deixe de pedir seja o que for, deixe de dizer as minhas necessidades, meus desejos, meus sentimentos, as minhas verdades... Limito-me ao que queiram dar, ao que me queiram oferecer livremente, assim é do jeito que ficou a saber o que sou para as pessoas... Si tem saudades minhas, procuram-me, si querem dizer algo carinhoso, o dizem, si precisam de estar comigo, procuram jeito... 
Deixe de ser eu a dar o primeiro passo, só o dou por aquelas pessoas que são constantes, aquelas que por mim se preocupam.. Aquelas que vem o meu olhar e perguntam"Que se passa, estas bem?" Aquelas que pelo meu silencio sabem que alguma coisa se esta passar.. 
Cheguei a este ponto, porque deixe de procurar nas pessoas aquilo que preciso, deixe de criar expectativas nas pessoas e depois ter que lidar com as desilusões... Meu coração continua a bater forte ante as adversidades, posso mostrar ou não mostrar de muitos jeitos diferentes, mas quando a gente nada espera, só temos a ganhar.