quinta-feira, 15 de setembro de 2011


Metade de mim agora é assim, de um lado a poesia o verbo a saudade, do outro a luta, a força e a coragem para chegar no fim. E o fim é belo, incerto... depende de como você vê!
Fernando Anitelli