domingo, 22 de maio de 2011

A vida continua


Olhando pela minha varanda, ouvindo essa música que me tem acompanhado nestes meses da minha vida, olhando para o mar, o céu… Todo em quanto penso, e a nostalgia me invade levemente… Tantas coisas por dizer… E logo penso assim, “Amaia, nada acontece por acaso, ouve teu feeling, sentes isso?” E um sorriso estranho invade minha cara… Penso que a vida tem sido muito grata comigo, penso que a dor que sento e derivado ao amor, e lembro-me de conversar esta semana e dizer assim… 
“Sabes, amei só três pessoas na minha vida, dum jeito que nunca imaginei, porque é que essas três pessoas são as únicas que me magoaram? Será que associo os grandes amores da minha vida aquelas relações o pessoas que não consegui manter ao meu lado?”.. 
E tu com teu jeito dizes-te assim” Nunca tinha pensado dessa maneira, mais achou que tens razão e todos terminamos de pensar assim”…
Porque independentemente da duração das coisas, a intensidade que se sente é que faz a diferença… 
Podia morrer amanhã, que poderia dizer que amei nesta vida dum jeito transcendente, único e mágico… Dei o melhor de mim e senti-me dona do mundo por momentos na minha vida, voe, saltei sem rede, dei todo por aqueles sorrisos que eram meu sol, criamos a nossa própria linguagem, aquele brilho no olhar… 
EU AMEI! E dentro do mau o do bom, ficou com orgulho de mim por esse motivo… Sinto que ainda tenho aninhos por este mundo, e que a vida se encarregara de eu voltar a sentir isso novamente. Alguém que me fará dizer, eu amo-te, de aquele jeito. Entretanto, estou curar meu coração, sem ninguém de meu lado, com a esperança de que esta dor passara, contigo o sem ti, mais serei feliz novamente… Já superei em duas ocasiões algo semelhante e a vida se encarregara disso…Por tanto a de vir uma nova pessoa que fará novamente eu voar… Continuo a caminhar pela minha estrada, sem paragens, a desfrutar da paisagem e quando der, terei alguém com quem compartir esse caminho… Terei dias de chuva, vento, anoiteceres e cheios de sol em quanto espero... Quando a tua saudade bater, pensarei nisto, “Amaia, nada acontece por acaso, ouve teu feeling, sentes isso?” ...Continuo olhando pela minha varanda com aquele sorriso e a lembrar-me de aquela conversa contigo esta semana…